MUSICA
Domingo, 31 de Janeiro de 2010
GOTAS DE SABEDORIA

Adeus: É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.

Amigo: É alguém que fica para ajudar, quando todos se afastam.

Amor ao próximo: É quando o estranho passa a ser o amigo que ainda não abraçamos.

Caridade: É quando estamos com fome, só temos uma bolacha e repartimos.

Carinho: É quando não encontramos nenhuma palavra para expressar o que sentimos e falamos com as mãos, colocando o afago em cada dedo.

Ciúme: É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.

Cordialidade: É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todos os outros da mesma maneira.

Doutrinação: É quando conversamos com Deus, colocando o coração em cada palavra.

Entendimento: É quando um velhinho caminha devagar á nossa frente e estando apressados não reclamamos.

Evangelho: É o  Livro Sagrado que só se lê bem com o coração.

Filhos: É quando Deus entrega uma jóia na nossa mão e recomenda cuidá-la.

Fome: É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.

Inimizade: É quando empurramos a linha do afecto para bem distante.

Inveja: É quando ainda não descobrimos que podemos ser mais e melhor do que o outro.

Lágrima: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.

Lealdade:
É quando preferimos morrer, que trair a quem amamos.

Mágoa: É um espinho que colocamos no coração e nos esquecemos de retirar.

Maldade: É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser.

Netos: É quando Deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.

Ódio: É quando plantamos trigo o ano todo e estando os grãos maduros, queimamos tudo num só dia.

Orgulho: É quando somos apenas uma formiga e queremos convencer os outros de que somos um elefante.

Paz: É o prémio de quem cumpre honestamente o dever.

Perdão: É uma alegria que sentimos e que pensávamos que jamais a teria.

Perfume: É quando mesmo de olhos fechados reconhecemos quem nos faz feliz.

Pessimismo: É quando perdemos a capacidade de ver em cores.

Preguiça: É quando entra vírus na coragem e ela adoece.

Raiva: É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.

Saudade: É estando longe, sentir vontade de voar, e estando perto, querer parar o tempo.


Simplicidade: É o comportamento de quem começa a ser sábio.

Sinceridade: É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.

Solidão: É quando estamos cercados por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.

Supérfluo: É quando a nossa sede precisa de um gole de água e pedimos um rio inteiro.

Ternura: É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.

Vaidade: É quando abdicamos da nossa essência por outra, geralmente pior.

 



Semeado por saozinhasimoes às 22:55
link do post | Deixe uma semente | favorito

Domingo, 10 de Janeiro de 2010
MÃOS

 

Mãos que afagam... mãos que salvam...
O quanto da existência depende de nossas mãos?
Já no nosso nascimento, duas mãos nos aguardam, nos amparam, e constituem o nosso primeiro contacto com o mundo. Duas mãos que nos seguram, que nos despertam para a realidade fora do doce aconchego do ventre materno... que nos levam a dar os primeiros gritos, de inconsciente alegria, inocentes protestos, demonstração precoce da vida a palpitar.
Antes mesmo do nascimento, mãos se envolveram amorosamente, no processo de nossa fecundação...
 

E nas veredas da existência, seguimos numa perfeita simbiose entre mãos e consciência; elas concretizam necessidades e sentimentos: na luta quotidiana pela sobrevivência, as mãos paternas a nortear; as mãos dos que labutam em diferentes actividades e ajudam a construírem a evolução da Humanidade; as mãos do amigo em horas incertas e o roçar das mãos de dois amores no processo de realização dos sonhos mais íntimos...
 

No entanto, essas mesmas mãos que produzem, acariciam e amparam podem se transformar em veículos de práticas nocivas, de crueldade: para tomar o bem alheio... para violentar o próximo e até para usurpar o direito do nosso semelhante à vida.
Um leve toque de mão pode desencadear um cataclismo mundial.
Se fosse possível às mãos tornar-se seres independentes, nesses momentos, o quanto de tristeza não sentiriam ao perceber que se tornaram instrumentos da perfídia humana...
 
Cuidemos bem das nossas mãos... e não apenas em termos estéticos.
Que entre as mãos e nossa consciência moral se estabeleça um perene vínculo de princípios elevados, para que elas signifiquem, sempre, instrumentos reais, semeadoras, profícuas e pacíficas...
 
Olhe para suas mãos agora...
... e reflicta se pode orgulhar-se delas.

 



Semeado por saozinhasimoes às 19:51
link do post | Deixe uma semente | favorito

Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010
VIVER...

 

Viver no "agora" é estar no presente.
Viver verdadeiramente exige presença. Presença naquilo que acontece "agora", é estar presente no mais profundo "eu".
 É agir, viver com aquilo que sou e que tenho no mais profundo do meu ser.
Um dos maiores males do homem de hoje, é estar ausente (=aéreo). Tudo o que faz, embora se empenhe intelectualmente, é realizado de maneira mecânica, isto é, sem estar efectiva e afectivamente presente, e isso significa sem entendimento interior.

Quem quer viver no "agora" deve ver e sentir em tudo o que faz, sob a dimensão do amor.
É vivendo nesse plano que tornamos o acto, o serviço mais banal e rotineiro em profunda e perfeita oração.

 

 



Semeado por saozinhasimoes às 00:48
link do post | Deixe uma semente | favorito

Sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010
ORAÇÃO DOS SEM PAZ

 

Senhor,
Nós somos a grande esperança dos sem paz
Dos marginalizados, dos excluídos,
Somos a multidão dos infelizes,
Dos desesperados,
Dos analfabetos,
Dos solitários,
Dos exilados,
Dos torturados,
Dos excomungados,
Dos anormais,
Dos que tentaram o suicídio.
Entre nós estão também os desapreciados
Aqueles que não têm sequer um lugar
Nas Obras de Misericórdia.
Qual poderá ser a nossa oração
Ó Deus da liberdade e nosso irmão?

 



Semeado por saozinhasimoes às 18:22
link do post | Deixe uma semente | favorito

VIDEO
TRADUÇÃO
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


GEOCLOCK

localizar
Sementes já semeadas

Julho 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

contador

Contador Grátis
SEMENTES DA AMIZADE
TRADUÇÃO