MUSICA
Sexta-feira, 9 de Março de 2007
SENTENÇA JUSTA

Certa vez, um homem pobre parou ao meio-dia para descansar debaixo de uma árvore, sob uma bela sombra. Pelo jeito ele vinha de uma longa caminhada, sem um tostão no bolso, pois vivia de esmolas; para almoçar, apenas um pedaço de pão duro.

Do outro lado da rua, havia uma padaria que distribuía pelo ar o maravilhoso aroma dos deliciosos pães quentinhos, pastéis e bolos.

O homem, enquanto mascava o seu pedaço de pão, suspirava de prazer ao sentir o aroma que vinha da padaria. Quando o homem se levantou para seguir caminho, subitamente, o padeiro saiu correndo do seu estabelecimento, atravessou a rua furioso e agarrou o homem pelo colarinho.

Gritava o padeiro:

 - Espera aí, tens que pagar pelo que levastes!

O homem espantado, respondia:
- O que é isso seu maluco, eu nem toquei nos seus pães!·
O padeiro gritava:

- Seu ladrão, é óbvio que saboreaste o teu pão duro bem melhor, sentindo o delicioso aroma que saia da minha padaria. Não sais daqui, enquanto não pagares pelo que levaste. Eu não trabalho à toa, seu... vagabundo... tens que pagar pelo que roubaste, seu vagabundo...

Na rua, entre a frente da padaria e a árvore, começou a formar-se uma multidão de pessoas. Nesse momento alguém gritou: - Vamos levar esse caso para ser resolvido com o juiz local. Ele é um homem sábio e saberá exactamente a sentença a ser decretada.

O juiz ouviu os argumentos do padeiro, analisou e depois decretou a sentença:

- Está certo, este homem, sem pedir a sua autorização, saboreou os frutos do seu trabalho. E o valor que ele deve pagar, pelo consumo do aroma dos seus pães, pastéis, bolos, etc., são catorze moedas de ouro.

- Isso é um absurdo, esbracejou o homem, e além disso, não tenho um único centavo no bolso, quanto mais moedas de ouro.

Disse o juiz:

 - Ah... Nesse caso, vou ajudá-lo. O juiz tirou as catorze moedas de ouro do bolso. Nesse momento, o padeiro, com aquele olhar de superioridade e com toda a arrogância do mundo, olhou para o homem pobre, sorriu e logo avançou para pegar as moedas das mãos do juiz.

Disse o juiz: - Calma, espere que ainda não conclui. Disse que este homem, somente sentiu o aroma dos seus pães, pastéis, bolos, etc. não é?·
 – Sim, isso mesmo. Respondeu o padeiro.

- Mas ele não engoliu nem um pedacinho?·
- Já lhe disse que não, senhor.

- Nem provou nem um pastel?·
 – Não!·
- Nem sequer tocou nos pães e nos bolos?

- Não!

- Então, já que ele consumiu apenas o aroma, o senhor será pago apenas com o som destas moedas. Abra os ouvidos para receber o que  merece. O sábio juiz jogava as moedas de uma mão para outra, fazendo aquele barulhinho característico das moedas de ouro, bem perto das gananciosas orelhas do arrogante padeiro.

O juiz continuou decretando a sentença:

- Se tivesse o mínimo de bondade no seu coração, ao invés da ganância, certamente ajudaria este pobre homem, ao ver que ele mastigava apenas um pão duro. Entretanto, na verdade, deveria ter levado para ele um dos seus pães novinhos e cheirosos, talvez até mesmo aquele pão que no final do dia iria sobrar, aquele que não venderia. Se assim tivesse agido, certamente, até ganharia recompensas muito maiores que qualquer moeda de ouro, e não esta recompensa sem sentido que está querendo aqui na minha frente. Ganharia grandes recompensas da vida, aquelas que valem mais do que ouro, e até a recompensa mais linda do mundo...

 A grande recompensa de Deus.

Deus nunca abandona, quem ajuda o seu próximo.


tags:

Semeado por saozinhasimoes às 23:34
link do post | Deixe uma semente | favorito

VIDEO
TRADUÇÃO
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


GEOCLOCK

localizar
Sementes já semeadas

Julho 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

contador

Contador Grátis
SEMENTES DA AMIZADE
TRADUÇÃO